quinta-feira, 20 de junho de 2013

A visão desembaçou ! Agora conseguimos ver o OVO DA SERPENTE.

     Essa raiva a partidos colocada aqui não me pareceu aquela raiva do sistema partidário burgues e capitalista, este sim, falido e que não apresenta perspectivas, visto que somente tem chances eleitorais partidos que tem dinheiro, ou seja, financiamentos de empresários, que com isso criam um circulo vicioso de corrupção que iniciam com o tráfico de influência. Um mal do próprio sistema eleitoral e econômico. Mas há também a raiva de partidos que acha que todos fazem parte de um bolo homogênico, acham que a culpa da corrupção está estritamente nos partidos e em sua existência, pura e simplesmente. Bom, esse pensamento se aproxima em muito do conservadorismo ultra patriótico que antecipou o Golpe de 1964, e que também era uma expressão política de uma classe média preconceituosa e profundamente anti comunista. Há uma clara tentativa do Movimento Sem Partido e da VEJA em cooptar todos os que não tem partidos para direcionar sua vontade de ir para a rua, contra os partidos de esquerda, movimentos sociais que lutam contra a hegemonia do capital e organizações que são claras em sua posição de defesa de uma perspectiva de mudanças sociais anti capitalistas. Isso é um golpe contra a democracia, desrespeito ao art. 5° da Constituição que deixa claro o DIREITO de se ir com tais bandeiras e de se defender tais pautas. Impedi-los é uma tentativa de reeditar o Ato Constitucional N° 2 de 1965, que proibia partidos. O fascismo é um monstro que desperta em momentos de crise, mas ele tem sua antítese, o socialismo, e eis que estamos em um momento de definição de caminho a ser trilhado.

#Cheirodegolpe? 

Comissão regulamenta eleição em caso de vacância da Presidência

Caso a a vacância se dê nos dois últimos anos de mandato, a escolha é indireta, feita pelo Congresso Nacional em 30 dias.

http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/06/comissao-regulamenta-eleicao-em-caso-de-vacancia-da-presidencia.html


"No primeiro dia, eles reclamaram da bandeira do Partido.
Como eu não era de partido, concordei.
No segundo dia, eles rasgaram a bandeira do Partido. 
Como eu não era de Partido, deixei. 
No terceiro dia, eles proibiram a presença de militantes do Partido.
Como eu não era militante, aplaudi. 
No quarto dia, eles disseram que protestos eram coisas de partido.
E não deixaram mais protestar.
Mas como eu não era de partido, aceitei. 
No quinto dia, eles elevaram o preço da passagem, da comida, da vida.
Como não tinha quem ou como protestar, eu paguei. 
Hoje, as bandeiras estão no chão, a vida tá cara e o ar está pesado..
Mas já é tarde. 
Como eu não me importei com ninguém. 
Ninguém se importa comigo."


Brecht

Adaptação feita por Jorge Willian 

Abaixo o artigo 5° de nossa Constituição, pela qual tantos sangraram !

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;
II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei;
III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante;
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem;
VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;
VII - é assegurada, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva;
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

Abaixo outros blogs e sites que ajudaram a desmascarar esta infiltração da direita no movimento:


Relato de como descobri os infiltrados nos movimentos do MPL pelas ruas do Brasil. Artigo.



Os debutantes nas manifestações



MPL ataca 'pauta conservadora' em protestos e se diz 'a favor' de partidos em ato



Não, meu partido não é o Brasil. Nem o seu deveria ser.







Na Paulista: Defensores da democracia sem partidos atacam militantes de esquerda e queimam bandeiras vermelhas



Manifestante usando camisa do PCB é agredido em protesto



Intolerância a partidos mancha ato na Paulista

Bandeiras foram queimadas e manifestantes com símbolos partidários acabaram hostilizados em passeata de comemoração à revogação do aumento das tarifas de trem, ônibus e metrô
As frases me incomodaram muito. Nem uma só palavra sobre o governador que ordenara à PM descer bala, cassetete e gás na galera havia poucos dias. Que promove o genocídio da juventude negra nessa cidade todos os dias, há 20 anos. Nem mesmo uma. Os culpados de todos os problemas do mundo, para os verde-amarelos-bandeira-hino eram o prefeito e a presidenta. Ou essas pessoas são ignorantes, ou são extremamente desonestas.

terça-feira, 18 de junho de 2013

A plantação está fértil, mas cuidado com as ervas daninhas !

     Visto que o atual movimento de protestos, que iniciou com os movimentos sociais de esquerda e partidos de esquerda com viés socialista e comunista, agora observamos uma guinada em direção a direita no movimento, isto é um grande retrocesso, um atraso, principalmente por que ESTA DIREITA SE MAQUIA DE A-PARTIDÁRIA, E ASSIM CONSCIENTEMENTE OU NÃO SEGUE O IDEÁRIO QUE A GRANDE MÍDIA PASSA em nome dos interesses dos grandes capitalistas.

Segue agora comprovações do que representa este movimento dos a-partidários que são violentos e que querem proibir bandeiras nos atos:
Iniciamos com um vídeo para relembrar a História

video


A revista mais que sabidamente conservadora, VEJA, os apoiando


Falta de democracia, ódio e agressões

“Negar a participação de determinados grupos em manifestações abertas não tem outro nome senão autoritarismo. Negar a existência de partidos em nome da “nação” e da “pátria” não tem outro nome senão fascismo”


Vejam a que ponto chegou a infiltração da extrema direita golpista nos protestos, E TUDO SOB O MANTO DOS MOVIMENTOS QUE SE DIZEM A-PARTIDÁRIOS:
E esta montagem acima vem acompanhada dos seguintes e estarrecedores dizeres:




Mais uma defesa de atos autoritários e de violência FASCISTA contra partidos que sempre estiveram na luta.



Cartaz anti comunista dos pretensos a-partidários



Os "revolucionários" a-partidários querendo agradar a GLOBO. ( não é atoa que esta emissora mudou de opinião sobre os protestos, pois quer manipular e dar força para os conservadores anti partidos )



Tapa na cara para os sem rumo nessa manifestação. Olha onde o discurso vazio nos leva.



Seguem relatos: 
DO CAMARADA Vagner  ( realmente inspirador )

Um amigo do PCB do Rio de Janeiro comentou que ontem (e eu presenciei aqui em Porto Alegre também) houve uma certa hostilidade a TODAS as organizações partidárias representadas no ato. Há de se separar o joio do trigo! Aqui em Porto Alegre tivemos a patética aparição do PSEUdoB/UNE para "aparecer na fotografia" e "preparando a cama" para a eleição do ano que vem. Isso sim é oportunismo! Aqui aqui tivemos 20.000 participações especiais de gente com e sem bandeiras (aqui tínhamos representados mais visivelmente PSOL, Resistência Popular, Federação Anarquista Gaúcha, Frente Nacional dos Torcedores, PSTU, Anonymous, Vamos à Luta, CSP-Conlutas, ANEL - todo mundo deu sua cota!).

Pensando nos amigos que deixei no "Partidão" eu fico revoltado com um piá de merda de primeira atividade política que chama de "oportunista" uma organização mais velha do que o avô dele e que "comeu o pão que o diabo amassou" durante as ditaduras brasileiras do século XX. Provavelmente eram "oportunistas" aqueles camaradas que mofaram nas cadeias do Estado Novo ou que foram para o pau-de-arara da ditadura dos milicos! E aí quando a Brigada Militar manda ver nas bombas de efeito moral este piá corre desesperado - já um Marighella "não teve tempo de ter medo"...

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Erikbomerman

Isso ocorreu também com a GLOBO, que atacava os protestos e agora os "entende", estranho, pois a Globo não da nó sem corda ! O que ocorre é que ela tenta se infiltrar no Movimento como ocorreu com os "caras pintadas" da década de 1990. A Globo supervaloriza um grupo que ingressou "ontem" nos protestos e seu novo slogan: "Não tenho partido, sou pelo Brasil ! ". Uma frase que é um misto de visão rasa do mundo político com a velha e conhecida visão conservadora. Pois ignora que o poder só pode ser tomado e mudado via estas forças de organização de classe ( partidos) que eles ignoram e negam. Fora desta esfera sobram somente muitas palavras de ordem que não refletem sobre o verdadeiro problema, o sistema político do Brasil está falido, pois pode-se mudar o partido Y por partido X que continuará tudo na mesma, temos é que fortalecer o debate de mudanças no sistema e fortalecimento dos partidos que dialogam com os anseios das classes trabalhadoras. Pois tudo é um princípio ideológico e por si de classe e partidária.
_______________________________________________________________

Texto do camarada Gilson Silva

QUE CAMINHO SEGUIRÁ O MOVIMENTO?

Ontem tivemos a clara evidencia que o nosso povo acordou, 100 mil pessoas juntas nas ruas, carimba esta evidencia que é por de mais louvável. Fiquei em casa “enlouquecido” e emocionado em ver o povo nas ruas lutando por direitos, mais do que justos, fiquei com os quatros navegadores do meu PC ligados, com varias janelas abertas, antenadas às manifestações no Brasil, não quis perder nada! E foi muito bom, foi algo esperado há muito tempo e veio florido de juventude, de sonhadores com causas e sem causas, mas sonhadores. Vieram na cadencia da alegria de alguma mudança, cantaram, mostraram cartazes, pularam, agitaram bandeiras e sentiram de perto o frenesi de está nas ruas no só compasso, seguindo um sonho.

A imprensa atordoada com tantas imagens, só focava suas lentes poderosas, quase exclusivamente nos que estavam lá para aflorarem as suas adrenalinas, e queriam apenas emoções fortes, e como é forte essa turma! Romperam a cortinas de fumaças das bombas de lacrimogênios sem medo, derrubaram portões e “assinaram” nos bens públicos as suas indignações, “em contrapartida” as balas de borrachas os feriram, os gases de pimenta vadiaram nos seus belos olhos e a conta toda foi debitada a todos nos contribuintes, cidadãos brasileiros, como sempre, e ele o “rei”, o governo, o que fez para amenizar o clima? Comprou mais balas, pós nas armas dos seus policiais e mandou agir!

Foram muitos textos, áudios e vídeos circulando nas ondas da internet, como um bando de andorinhas, salpicando informações a olhos vistos. Vi policiais correndo, outros batendo, atirando, mas vi uma cena um tanto quanto preocupante, vi um grupo enfurecido gritando: Fora partido! O partido em questão era um partido que a muito luta pelo passe livre, contra o aumento das passagens, dos comitês contra a copa, de ocupações por moradia... Não foi o meu glorioso partidão (PCB), foi o PSTU. Será que militantes partidários não podem participar de algo que vem lutando há tanto tempo? Isso é preocupante! Ficou me perguntando, que rumo terá este movimento. O que querem com essa atitude antidemocrática? Pois existem partidos e partidos, os que estão junto ao povo e os que usam o povo, os que nele militam pessoas vinda do povo e que estão dispostas a tudo na defesa do povo, do país e outros que estão nem aí para o povo. Temos que separar o joio do trigo, temos que ficarmos atentos pra ver que rumo querem esse movimento, para não sermos pegos de calças-curtas numa encruzilhada, nós temos que saber o caminho a seguir e que caminho seguirá o movimento. AVANTE CAMARADAS



sexta-feira, 14 de junho de 2013

Sobre os protestos em SP

Relato de Mario Silva ( retirado do Facebook )

Amigos e, principalmente, meus filhos, estou em casa, finalmente. Eu não vou escrever nada mais sobre o que aconteceu hoje. Só tenho uma coisa a dizer. Em todos os meus anos de militância em movimentos sociais, que envolveram muitas passeatas, nunca, nem mesmo sob a ditadura militar recente no país, eu nunca presenciei uma repressão policial tão violenta quanto a de hoje. Milhares de cidadãos, participantes do movimento ou não, estudantes a caminho da faculdade, idosos, crianças, mulheres, cadeirantes, ciclistas, skatistas e até ambulâncias foram alvo indiscriminado de balas de borracha, bombas de gás e fumaça, cassetetes e prisões. Bastava você colocar a camisa sobre o rosto para se proteger das bombas que você era preso. Antes de ser preso, era arrastado como um troféu pela força policial. Se te parassem e você estivesse com uma bolsa e na bolsa houvesse um lenço, qualquer lenço, você ia preso. Se te encontrassem com um pouco de vinagre, isso mesmo, vinagre para poder tentar respirar sob o ataque desumano dos policiais, você era imediatamente preso. Nós paramos em frente ao tribunal de justiça próximo a praça roosevelt. Ali começou o cerco por três lados. Quando entramos na rua da consolação, fomos recebidos pela tropa de choque atirando a esmo até nos manifestantes que se deitaram no chão para mostrar que não ia partir para confronto. Quando recuamos, fomos recebidos de novo a bala e bombas da tropa de choque que nos cercou na retaguarda. Quando tentamos fugir para o elevado costa e silva, a tropa também estava lá e atirou. Eu me abracei a uma ambulância que passava na tentativa de que eles não iriam atirar. Me enganei, e muito. Apontaram miraram e atiraram na ambulância para acertar todos que tentaram se abrigar ali. O resto foi simplesmente um massacre dos cidadãos. O GOVERNADOR DO ESTADO, SR GERALDO ALCKMIN, AUTORIZOU O MASSACRE. Este episódio entrará na história paulista como um dos atos mais vergonhosos do poder público! Até amanhã e espero que todos pensem de novo ao chamar esse grupo de manifestantes de baderneiros.

_________________________________

Giuliana Vallone, repórter da Folha, foi atingida por um disparo de bala de borracha da tropa de choque da Polícia Militar durante a manifestação; Giuliana subia a rua Augusta registrando o protesto quando foi atingida(...)

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/06/1294799-em-protesto-seis-reporteres-da-folha-sao-atingidos-2-levam-tiro-no-rosto.shtml
_______________________________________
PEGARAM DO FLAGRA ! Policial Militar quebrando o vidro da própria viatura ( depois iria culpar os manifestantes )

video


PMs atiram contra manifestantes que pedem não à violência

video


Datena na Band, não deu certo sua tentativa de influenciar para o conservadorismo a população !



QUEM AQUI É VÂNDALO?!


*foto de Rodrigo Paiva registrada Hoje (13/06/2013), no Centro de SP




quarta-feira, 12 de junho de 2013

Classe Média, o poste do conservadorismo !

     A Direita política constrói suas bases ideológicas sobre os preconceitos de classe, sobretudo dos preconceitos  que estão vivos no seio da classe média. Como bem disse Marilena Chauí: “a classe média é uma abominação política, porque é fascista, é uma abominação ética porque é violenta, e é uma abominação cognitiva porque é ignorante. Fim”.
    A burguesia  mantém sua ótica do mundo sobre uma sociedade conservadora em sua raiz e que absorve  passivamente  os conceitos alienígenas sua própria condição material, ou seja, aceitam uma visão de mundo imposta ou sugerida  pela mídia, que em nada tem de encontro com os anseios  e  necessidades  materiais da classe média que atualmente entra em crise , que empobrece e sofre com a recente crise estrutural do capitalismo. Uma classe média que em vez de aguçar a sua visão critica de mundo como resposta óbvia  ao aumento de sua exploração e da precarização de sua renda, ao  contrário, adere , abraça, aceita como sua uma ideologia conservadora e fascista, uma ideologia da direita, da burguesia, dos que  tem interesse em estancar a luta de classes e manter as bases sociais inalteradas para poder  deixar ainda mais precarizadas  as relações Capital X Trabalho. Tentam  incutir  a  todo custo o pensamento de que o custo da mão de obra é um dos custos  altos  e que emperram o aumento de produção industrial no Brasil. Pretendem aumentar o já grandioso nível de exploração dos trabalhadores. E nas poucas tentativas de organização  radical dos trabalhadores  estes tem de lutar contra os preconceitos pulverizados a todo momento na grande mídia brasileira. E segue o longo caminhar na contramão da Historia que a classe média  nacional sempre adorou trilhar . . . e isso que já se vão mais de 40 anos da “Macha da Família com Deus pela Liberdade” . . . o resultado da última nós já sabemos.


Imagem Abaixo:  Como  seria  a  História  na  ótica da Globo


Abaixo um clássico do humor nacional que vem a calhar com o momento


video

terça-feira, 4 de junho de 2013

Liberdade de expressão da Globo !




QUE INTERESSANTE: A Globo mostrou hoje no Jornal Nacional uma Marcha Anti aborto promovida por instituições religiosas em Brasília. DETALHE: a marcha reuniu pouco mais de 1 mil pessoas, e mesmo assim foi digna de nota no telejornal da dita emissora, com direito a debate sobre causa. ESTRANHAMENTE a mesma emissora ignorou a Marcha em Brasília das classes trabalhadoras promovida no dia 24/05/2013, onde se reuniram mais de 31 mil pessoas. Uma caminhada que contou com a participação das bases da CSP-Conlutas, Assembleia Nacional dos Estudantes Livre - ANEL, a Associação Democrática dos Aposentados e Pensionistas – ADMAP, A CUT Pode Mais (Corrente em oposição à majoritária da CUT), Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul – CPERS, Confederação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas – Cobap, Confederação Nacional de Trabalhadores da Alimentação - CNTA, Federação dos Empregados Rurais Assalariados do Estado de São Paulo – Feraesp. O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra - MST, o Movimento Sem Teto do Brasil – MSTB e o Movimento Terra e Liberdade – MTL.     O ato unificado na Esplanada dos Ministérios teve como principais reivindicações: Não ao Acordo Coletivo Especial (ACE), que substitui o legislado pelo negociado; revogação da Reforma da Previdência de 2003, patrocinada pelo Mensalão; Não ao Fator Previdenciário e à tentativa do Governo substituí-lo pela Fórmula 85/95 e 95/105, que pretende aposentar os trabalhadores cada vez mais tarde. A Globo ignora as lutas dos trabalhadores, tenta maquiar as contradições da relação Capital X Trabalho, o atual momento de precarização do trabalho. Mas eles não podem nos esconder . . . pois a Revolução não será televisionada !